Páginas
TwitterRssFacebook
Seções

Publicado por em jan 11, 2018 em Destaques, Notícias | 0 comentários

Accirs elege os melhores filmes de 2017

Num ano de qualificada produção do cinema brasileiro, o filme No intenso agora, documentário de João Moreira Salles, foi escolhido pela Associação dos Críticos de Cinema do Rio Grande do Sul como o melhor título de 2017. O melhor filme estrangeiro é a produção austro-alemão Toni Erdmann, ganhador do Festival de Cannes e indicado pela Alemanha ao Oscar de filme estrangeiro. Dirigido pela cineasta Maren Ade, é um filme que contempla o talento das mulheres num ano de discussões sobre a participação das mulheres no cinema.

Pela primeira vez desde a instituição do Prêmio Accirs, em 2008, também foram indicados os melhores filmes do Rio Grande do Sul, o que é decorrente do maior volume de produção. Exibido no Festival de Berlim e premiado no 49º Festival de Brasília Rifle, de Davi Pretto, foi eleito o melhor longa-metragem. Na categoria curta-metragem Secundas, de Cacá Nazário, foi escolhido o melhor curta.

O Prêmio Luiz César Cozzatti – Destaque Gaúcho, destinado à valorização da produção audiovisual e a cultura do Rio Grande do Sul, é dedicado ao Programa de Alfabetização Audiovisual  realizado pelas Secretarias de Cultura e Educação, em parceira com a UFRGS e financiado pelo Ministério da Cultura, Secretaria da Cidadania e da Diversidade Cultural.

MELHOR LONGA NACIONAL

No Intenso Agora, de João Moreira Salles (40,5% dos votos)
Como Nossos Pais, de Laís Bodanzky (37,8% dos votos)
Bingo: O Rei das Manhãs, de Daniel Rezende (18,9% dos votos)

MELHOR LONGA ESTRANGEIRO

Toni Erdmann, de Maren Ade (43,2% dos votos)
Dunkirk, de Christopher Nolan (29,7% dos votos)
Mãe, de Darren Aronofsky (21,6% dos votos)

MELHOR LONGA GAÚCHO

Rifle, de Davi Pretto (48,6% dos votos)
Mulher do Pai, de Cristiane Oliveira (37,8% dos votos)
Cidades Fantasmas, de Tyrell Spencer (8,1% dos votos)

MELHOR CURTA GAÚCHO

Secundas, de Cacá Nazario (43,2% dos votos)
Mãe dos Monstros, de Julia Zanin de Paula (35,1% dos votos)
Yomared, de Lufe Bollini (10,8% dos votos)

DESTAQUE GAÚCHO – PRÊMIO LUIZ CÉSAR COZATTI

Programa de Alfabetização Audiovisual (77,8% dos votos)
Projeto Raros (14,8% dos votos)
30 Anos da Casa de Cinema de Porto Alegre (7,4% dos votos)

Post a Reply

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>