Páginas
TwitterRssFacebook
Seções

Publicado por em dez 8, 2017 em Destaques, Notícias | 0 comentários

Jeanne Moreau é destaque em nova edição de Teorema

A atriz francesa Jeanne Moreau, falecida em julho deste ano, é lembrada na 29ª edição da revista Teorema, a ser lançada nesta sexta-feira, 08 de dezembro, a partir das 19h, na Livraria Bamboletras. A publicação traz um artigo de Cacá Diegues que dirigiu a atriz em Joana francesa. No texto especial para a revista, ele lembra com afeto dos bastidores das filmagens no Nordeste em 1972. Outra homenagem póstuma é para Jerry Lewis, morto em agosto último. Em seu texto, Zeca Azevedo não só faz uma análise do humor peculiar de Lewis, como ilumina a comédia como gênero pouco estudado.CAPA TEOREMA_29

Nas páginas centrais da edição, duas entrevistas internacionais, uma realizada no Canadá, no Festival de Toronto, com o crítico americano Jonathan Rosenbaum, expoente de sua geração em jornais como o Chicago Reader; outra na França, em Cannes, com o diretor de fotografia australiano/chinês Christopher Doyle. O trabalho visual de Doyle, seu estilo e relação com o cineasta Wong Kar-Wai, recebeu artigo do diretor de fotografia Bruno Polidoro.

Heitor Augusto expõe as razões de Jordan Peele merecer atenção para o seu longa de estreia, Corra. Na sequência, João Martins Ladeira defende Dunkirk, do sempre polêmico Christopher Nolan. Laura Cánepa destrincha Blade Runner 2049 de Dennis Villeneuve. E sobre outra volta, a de Twin Peaks, coube a Milton do Prado interpretar a nova temporada da série de David Lynch, recém eleita em primeiro lugar no ranking da Cahiers du Cinéma de 2017.

Como nossos pais, de Laís Bodansky, é examinado por Bianca Zasso, enquanto outra diretora brasileira, Julia Murat, teve seu longa Pendular, investigado por Gabriela Motta. João Moreira Salles quebra um jejum de 10 anos na direção e apresenta No intenso agora, analisado por Gabriela Ramos de Almeida. Marcus Mello encara três filmes do diretor sul-coreano Hong Sang-soo: Filha de ninguém, Certo agora, errado antes e Na praia à noite sozinha. Fabiano de Souza também se dedica a três títulos em um só texto: Afterimage, de Andrzej Wajda, Amor Paris cinema, de Arnaud Viard, e O formidável, de Michel Hazanavicius.

Já Enéas de Souza escreve sobre o russo Loveless, de Andrey Zvyagintsev. O tão aguardado quarto longa da argentina Lucrecia Martel, Zama, é explorado por Ivonete Pinto. E por fim, o artigo de Orlando Margarido sobre o ganhador do prêmio de melhor roteiro em Berlim, Uma mulher fantástica, de Sebastián Lelio.

Capa: Jeanne Moreau em Joana Francesa, de Cacá Diegues (1973)
O que: Lançamento da Teorema 29
Quando: Dia 08, sexta-feira, a partir das 19h
Onde: Livraria Bamboletras – Centro Comercial Nova Olaria (Rua General Lima e Silva, 776 Loja 3) – Fone 3221-8764 – Porto Alegre
Valor: R$ 15,00

Teorema – Crítica de Cinema
Editores: Enéas de Souza, Fabiano de Souza, Flávio Guirland, Ivonete Pinto, Marcus Mello, Milton do Prado
Capa: Flávio Wild
Pesquisa de imagens: Renato Cabral
Projeto Gráfico e Editoração: Gustavo Demarchi

Post a Reply

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>